Sobre o Colégio:

Fundado em 1928, o Colégio Estadual Joaquim Fagundes dos Reis, da cidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul, tem tradição no ensino regular e médio. Conta com uma boa participação de pais e professores.

Destaca-se pelas atividades inclusivas de acessibilidade escolar, com os cursos: de LIBRAS; da língua escrita para alunos com deficiências; para autonomia na escola; para alunos com deficiências e de desenvolvimento de processos mentais.

Sobre a atual equipe do colégio que nos recebeu:

Diretora: Cléopatra Schimitt
Vice diretoras: Tais Ribeiro e Sinara Liberotto Busato
Coord. pedagógica : Claudia Pelc
Supervisora - SOE: Luziane Bueno
Professoras: Ana Aurora; Gisele Sauer; Lilian Jaqueline; Tatieli Granville;

 O encontro entre “PROs” e a autora:

A partir do contato com a professora Rosamaria, assisti uma aula na classe de alfabetização especial, dei uma pequena aula e brincadeira para um dos 5º anos e tive um encontro informal entre a direção e professoras.

Um encontro que me marcou profundamente.

Pela grandiosidade daquelas profissionais, seja pela acolhida da direção, seja pelo foco da conversa:  os alunos com dificuldades ou necessidades especiais.

Não escutei nenhum desabafo, pelo contrário, o “como posso ajudar mais”, predominou.

Trocar ideias e principalmente aprender com essas profissionais, é uma benção e um desafio!

Quantas estórias poderão ser desenvolvidas a partir dessa experiência. Quantas interatividades a serem criadas.

E que desafio pensar em conjunto uma forma de entrosamento e troca de ideias. Como utilizar os modernos canais de comunicação para ampliar discussões tão concretas, de efeitos imediatos. Esta foi a primeira experiência de Interatividade   realizada pelas Estórias Diferentes. 

Sobre a responsável pelo encontro com a autora do site Estórias Diferentes:

Rosamaria Azeredo

Pedagoga, pós-graduada em Educação Especial da Universidade de Passo Fundo – UPF.

Especialista na educação de surdos formada pelo Instituto Nacional Educação de Surdos Rio de Janeiro.

Há 16 anos trabalhando com alfabetização de surdos.

 

O trabalho inclusivo no Colégio Fagundes dos Reis:

Os alunos com necessidades especiais, frequentam séries iniciais e se alfabetizam em L1 e L2:

 L1 – LIBRAS - língua brasileira de sinais;

L2 – português - como segunda língua

Após essa alfabetização e adaptação, os alunos são incluídos em salas regulares com interprete. Há uma equipe de professores interpretes e professores surdos.

Muito obrigada pela acolhida!