Descobrindo a Biblioteca

O Geo gosta de escutar as histórias do Teo e suas viagens. Tem cada novidade! Às vezes, dá vontade enorme de ir junto! Mas não pode. O trabalho dos seus pais e algumas dificuldades financeiras, não permitem viajar.

Nas férias, resolveu aproveitar seus dias passeando pela floresta dos Rolls, descobrindo lugares que ele nem tinha se dado conta de que estavam ali. E foi assim que, ao seguir por um dos caminhos da floresta, encontrou algo incrível!

Uma casa muito bonita, encantadora – UMA BIBLIOTECA!

A partir daí, suas férias foram uma festa só!

Através dos livros, viajou o mundo todo!

Conheceu lugares onde se fala outra língua.

Descobriu frutas, vestuários incríveis e pode curtir vários ritmos musicais.

E, num encontro com os amigos, ele contou sobre sua descoberta: 

 _ Vocês precisam conhecer, é incrível  - dizia ele entusiasmado.

_ Venham, vamos lá, se animem!

_ Vocês precisam conhecer a Biblioteca!

_ Eu até fiz um MAPA! 

Com tanta propaganda, ficaram curiosos e resolveram acompanhar o Geo.

A caminhada foi um pouco longa e com sol, ficou mais difícil ainda.

Claro que o Kiko estava com muita fome, Lazinha com sede, mas seguiam adiante, pois o Geo insistia em mostrar para todos o que havia encontrado.

E de repente, lá estava a BIBLIOTECA, com um jeitão tão bonito que parecia que abraçava quem entrava!

Entrar nela foi uma nova aventura! A quantidade livros!  Lindos!  Capas coloridas com imagens que pareciam estar em movimento! E se fechassem os olhos, veriam os livros criarem vida própria, cada um contando alguma coisa diferente, ensinando uma nova lição!

Livros são assim, contam coisas pra gente… e o Geo e seus amigos passaram uma tarde incrível na biblioteca. Cada um escolheu um livro e procurou um sofá ou tapete para se ajeitar e ler…

Kiko, em sua agitação e sempre com vontade de jogar futebol, queria saber se na biblioteca encontraria algo sobre táticas de jogo.

Lazinha procurava um livro que havia sido recomendado na sua sala de aula e ela estava curiosa por conhecê-lo.

Chida pegou uma coleção de aventura, pois sabia que seria muito difícil de encontrar um livro que falasse de tudo aquilo que ele sente; que tratasse de algo parecido com faróis internos,  como ele chama seus sentimentos.

E ele se deu conta de que há muito pouco sobre isso, pois dificilmente se fala ou escreve a respeito.

Mas quem escreveria sobre sentimentos assim tão intensos que até desassossegam? Somente quem já passou por isso é que pode saber o que é… E o Chida, naquele momento, decidiu que quando crescesse, escreveria sobre sentimentos em formas de histórias. Tipo assim: ESTÓRIAS DIFERENTES!

E, quando um dos responsáveis pela biblioteca entrou, ele perguntou se era difícil ser escritor.

_Difícil não é, apenas tem que saber prá quem e o que vai escrever e através de onde …

_ ATRAVÉS DE ONDE ? Como assim?

Você pode ser um escritor e publicar um livro de papel ou “on line” (via internet), escrever para um jornal ou revista, em um blog, Facebook, site.

Cada uma dessas formas tem um jeito de escrever. Se você escrever só uma ou duas frases, não publicará um livro, mas estará dando sua opinião em blogs, sites, Facebook, Twitter…

Lazinha toda cheia de si, já pensou:  serei uma famosa contadora de estórias, lendo livros para as crianças, na TV….

E cada um ficou sonhando em como escrever o quê, para quem e como….

Você também pode escrever, entrevistar, expressar seus sentimentos. Se quiser, entre em contato com a gente e envie uma frase, uma história ou suas ideias!