Visita à Escola - parte 1

E chegou o dia da visita à Escola. A Lazinha levantou bem cedo, de tão ansiosa que estava. O Teo, mesmo meio dormindo, pegou sua máquina fotográfica e acompanhou a amiga nessa visita.

Foram caminhando...estavam um pouco nervosos, não sabiam como seriam recebidos.

E chegaram ao destino. O primeiro aprendizado - Em Regolish, eles estudam em uma Escola, ali em Passo Fundo, a Escola, chama-se Colégio.

E foi assim que entraram no Colégio Estadual Joaquim Fagundes dos Reis!

Surpreenderam-se com o tamanho; o barulho era como Regolish – havia vida e muita alegria por ali!

A primeira surpresa e muito boa – que acolhida! Foram alegremente recebidos, abraçados! Uau, a mão que estava gelada começou a esquentar. O Teo já se animou para ir acertando a máquina fotográfica e registrar tudinho. Sempre que eles enfrentam situações novas, desconhecidas, têm que lidar com as tais borboletas no estômago, aquele tantinho de frio que elas provocam....

Estavam convidados para conhecerem uma sala de aula – a da alfabetização, primeiro passo de adaptação aos que têm dificuldades.

A Lazinha ficou com vontade de chorar de tanta emoção.

 

Quando a alegria transborda na alma, dá isso – vontade de chorar e rir ao mesmo tempo.

Mostrar para as crianças, todas surdas, imagens da floresta e de Regolish, foi uma maravilha. Pois o visual é importantíssimo para quem não escuta. Tem-se a impressão de que as cores se tornam mais vivas, no olhar desses pequenos.

Para o Teo foi uma grande lição, pois percebeu que na maioria dos casos, além do desafio da comunicação, por não escutarem, eles lidam, no dia a dia, com outras dificuldades de aprendizado ou de saúde mental – SEM RECLAMAÇÕES – com a alegria de estarem ali, de se sentirem acolhidos. Alguns viajam de cidades vizinhas, para poderem aprender LIBRAS.

 

O que é LIBRAS?  É a língua brasileira dos sinais.

Quando não se escuta, substitui-se o som por gestos, sinais, expressões faciais ou corporais. No Brasil essa linguagem é LIBRAS. E o Teo lembrou que em Portugal ele havia conhecido como LGP (Língua Gestual Portuguesa).

A Lazinha até ficou um tantinho sem conseguir falar. Estava vendo o mesmo que o Teo. E sabia, por experiência do seu trabalho voluntário, que nem tudo é calmaria – há surtos, gritos, raivas incompreendidas, nesse ambiente desafiador. Mas a emoção de conhecer uma PRÔ que com carinho, paciência e firmeza vai conduzindo, cada um desses pequenos, com as mais variadas dificuldades, tira até o fôlego.

 

O que é uma PRÔ? É a PROFESSORA!

E aqueles pequenos foram conhecendo a Floresta dos Rolls e os lugares onde a Lazinha e o Teo moram e brincam. Conheceram outros amiguinhos de Regolish. Até fizeram desenhos sobre essa visita!

E o Teo e a Lazinha conheceram um pouco da realidade dessas crianças, do trabalho feito na escola, do alfabeto de LIBRAS.

Crianças com vidas diferentes, experiências diferentes, trocando ideias, informações. Cada um aprendendo um tantinho com o outro.

O Teo estava ali para fotografar, mas foi se envolvendo - impossível não se envolver – e já estava se sentindo parte dessa turma! Na hora do recreio, foram juntos para a sala da merenda.

Depois da merenda, outra lição! Um pátio cheio de alunos, de várias idades e classes. Todos juntos, convivendo numa boa com as diferenças. Já estão acostumados a ter que, na hora da brincadeira, pegar no braço do amigo que não escuta, para ele perceber o que estão fazendo. Há um enorme painel no pátio, com a linguagem de LIBRAS, para que todos possam se comunicar.

Cada criança, além de falar seu nome na linguagem dos sinais, tem o que chamam de uma assinatura, um tipo de código só seu, que determina sua individualidade.

O Teo e a Lazinha estavam tão felizes, que até parecia que seus amigos de Regolish estavam ali brincando com todos!

Acontece magia entre crianças!

Sonhar é possível! 

O Teo e a Lazinha voltaram para a casa da dona Juju com muitas novidades, muita coisa para contar, escrever e curtir. Guardaram com muito carinho, a lembrança de alguns símbolos em LIBRAS e do seu “apelido/assinatura” que ganharam dos pequenos, lá do colégio Fagundes.

Você pode continuar a ler a finalização dessa hsitória, acessando: Visita a Escola - parte 2

Conheça o Colégio Joaquim Fagundes dos Reis em Passo Fundo e seu trabalho de inclusão, inspiração dessas estórias. 

E saiba mais sobre INTERATIVIDADE.